Problemas familiares para o trader, parte 2.

No texto anterior, falei sobre como todo trader passa pelos mesmos desafios comportamentais e cometem os mesmos erros. Alguns passam imunes a um ou a outro, mas pelo menos um desses problemas todos nós enfrentamos. Naquela oportunidade falei sobre os dias de viés, do trader sempre posicionado e também do “mérdio”.

O trader das mil (ou nenhuma) estratégia(s)

Um dos principais segredos do trader vencedor é irritante por sua simplicidade: Seguir o plano.

É difícil encarar essa realidade. As análises que fazemos diariamente, a leitura do fluxo de ordens, os pontos gráficos, os indicadores, as correlações, os padrões. Qualquer um pode ficar extremamente eficiente na parte técnica do day trade em relativamente pouco tempo.

Desenhar um plano é simples. O difícil é segui-lo.

Dificilmente aceitamos a realidade. Determinados ativos e determinadas estratégias se adaptam melhor a determinadas pessoas. É importante para o trader iniciante conhecer o maior número possível de operacionais. Para, só assim, encontrar aquele que funciona melhor com ele. Não existe uma só estratégia vencedora. Conhecer e aplicar todas não vai te fazer multiplicar os ganhos. Mas pode fazer com que você não saia do lugar.

Já conheci diversos traders que encontraram a estratégia certa para eles. Faziam estatísticas de seus trades e então viam que aquela estratégia era mais vencedora do que perdedora. E ainda assim terminavam o mês com resultados ruins. O que estavam fazendo de errado?

Acontecia que aquela estratégia acontecia em uma janela de oportunidade específica. Mas eles não tinham a paciência e disciplina de esperar por ela. Seguiam uma variedade de outras estratégias nas quais não eram bons e já tinham comprometido seu dia quando a oportunidade certa para eles chegava.

Ganância e Excesso de Confiança

Certas vezes temos uma sequência boa de ganhos e somos acometidos pelo excesso de confiança. Nesses momentos, pensamos que dominamos o mercado e que somos infalíveis. Geralmente são nessas horas que temos nossas maiores perdas.

Quando estamos nos sentindo assim, nos tornamos gananciosos, nunca ganhamos o bastante e não aceitamos as perdas.

São essas as vezes em que já batemos nossa meta e achamos que aquele é o dia em que vamos bater todos os recordes e ter ganhos extraordinários. Ou quando estamos tão embalados pelos dias positivos que encaramos com muito mais desequilíbrio começar o dia com loss.

É muito difícil encontrar o equilíbrio entre o excesso de confiança e o medo de clicar.

E é sempre bom lembrar: O fato de estar dando certo e você estar sendo consistente e tendo ganhos expressivos não significa que não é um erro comportamental. O dia ruim pode ainda não ter chegado e se não trabalharmos esse erro desde já, o dia ruim pode ser mortal. Não precisamos estar o tempo todo no mercado.

A Falta de Clareza e a Espuma

Diversas vezes pergunto a um colega (principalmente os que recém entraram no treinamento da WM) qual foi a motivação que o levou a entrar no trade e… Ele não sabe. Se você não sabe porque entrou no trade, você clicou na impulsividade e nunca vai ter vencedor no longo prazo agindo assim.

Por isso todos nós somos desde o início incentivados a ter diários de trade em que anotamos as motivações de cada trade, refletimos sobre nossos sentimentos antes, durante e depois da operação e analisamos se seguimos a estratégia, se nossa saída estava no ponto correto, se stopamos quando a motivação se desconfigurou…

Muitas vezes embalados pelo vício de estar sempre clicando, sempre posicionados, entramos em operações em momentos de pouca clareza no fluxo. Em algumas situações a briga entre compradores e vendedores não demonstrou ainda quem tem mais força, ou mesmo não há player com necessidade em nenhum dos lados e acabamos entrando “na espuma”, ou seja, seguindo boletadas de robôs ou compras/vendas pontuais.

Seja uma pessoa mais equilibrada e será um trader melhor

No final das contas, tudo o que fizermos com o intuito de nos tornarmos pessoas mais disciplinadas, mais calmas, menos ansiosas e mais empenhadas e organizadas na busca de nossos objetivos nos torna traders melhores.

Evidentemente no início existem vários outros desafios mais ligados ao operacional pelos quais passamos, mas depois de um período de aprendizado (no máximo 1 ano), a parte técnica deixa de ser um problema e nosso maior desafio é alinhar a nossa cabeça com o comportamental correto.

Lucas Carvalho Ferreira

About Lucas Carvalho Ferreira

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos, é investidor e day trader nos mercados de ações e derivativos desde 2017. Atua como professor na área de criptomoedas, na WM Educacional, e na produção de conteúdo da empresa.

Leave a Reply