Stopar uma operação no mercado financeiro não é estar errado. Errado é não stopar a operação. (Leia Mais)

Pedro H Rabelo

Um dos exercícios pelo qual o trader iniciante passa no treinamento da WM estabelece um número de pontos de stop e de gain para os trades do aluno. É uma fase importante do aprendizado, mas o trader não deve ficar preso a essa forma de estabelecer seu risco/retorno ou estará fadado ao fracasso.

Algumas das principais perguntas que recebemos nas lives diz respeito ao stop e ao alvo. Quantos pontos é seu stop? O Sanzio já escreveu um ótimo texto aqui, sobre Stop. Lá ele diz que “Muitos definem seu stop baseado em sua entrada, mas o trader vencedor define sua entrada baseada em seu stop”. Esse é o ensinamento que vamos sempre repetir aqui. Pois isso é o mais importante no que diz respeito ao gerenciamento de nossos traders e nosso risco.

Stop e Alvos fixos

Vamos deixar mais claro o que isso quer dizer: Você quer que seus traders nunca deem um prejuízo maior do que 2,5 pontos e não quer ‘’stopar’’ o tempo todo? Então filtre melhor suas entradas. Ao avaliar os pontos em que estão as zonas de valor do mercado você chegar a uma conclusão. Se comprar naquele ponto com stop de 2,5 pontos não faz sentido, não entre. Caso o mercado esteja trabalhando numa zona de acumulação entre o 40 e 45, entrar no 44 com stop de 2,5 pontos é pedir para ser “stopado”.

Você vai sempre stopar seus trades se estiver com o risco-retorno descalibrado da frequência do mercado. Por isso, mesmo que você tenha um stop/alvo fixo durante o dia, ele não pode ser o mesmo para todo e qualquer mercado em toda e qualquer época do ano. Então é importante entender a frequência do mercado. O mercado está sempre mudando. Existem períodos em que se comporta vários dias seguidos de uma mesma forma e então muda completamente. Portanto, devemos estar atentos a essas mudanças de comportamento e nos adaptar rapidamente.

Esse pensamento a respeito do stop tem uma outra implicação. Se você entrou em um trade por impulso e percebe que o ponto da compra/venda está com um risco-retorno ruim, você tem duas alternativas: 1. “Stopa” onde estiver, diminuindo o possível prejuízo. 2. Se você acha que tem boas probabilidades de o mercado ir a seu favor, vai ter que aceitar um stop maior do que está acostumado. Só faz sentido stopar onde faz sentido stopar.

O Mercado não me deu o que eu queria

Outra coisa que devemos sempre lembrar: A análise de stop e alvo deve ser feita ANTES, DURANTE e DEPOIS do trade. O que isso quer dizer?

Não devemos ficar casados com aquilo que nós queremos como alvo ou stop. Devemos ser reativos e realizar nossa saída quando o mercado sinaliza que devemos sair. Assim, se tínhamos um alvo de 5 pontos e a 1 ponto do nosso alvo sentimos uma rejeição muito forte e sinais de inversão do fluxo, devemos agredir a saída imediatamente. Ao invés de ficar esperando o mercado voltar pro nosso preço. Da mesma forma, se nosso stop era de 5 pontos, mas a motivação de nossa entrada se desconfigurou, não precisamos esperar ser stopados para sair do trade.

Sua saída é onde deve ser, não onde você quer. Portanto, lembre-se sempre disso.

Lucas Carvalho Ferreira

About Lucas Carvalho Ferreira

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos, é investidor e day trader nos mercados de ações e derivativos desde 2017. Atua como professor na área de criptomoedas, na WM Educacional, e na produção de conteúdo da empresa.

Leave a Reply