Para se ter sucesso no mercado financeiro e na bolsa de valores – assim como em qualquer profissão – é preciso bastante preparação, estudo e disciplina.

Não existe fórmula mágica para ganhar dinheiro na bolsa. Por isso, seja atuando como trader ou investindo seu patrimônio, é importante que você saiba que, em certos momentos, será preciso lidar com as perdas.

No entanto, ter prejuízo em uma determinada operação não significa, necessariamente, estar fazendo a coisa errada. Parece contraditório? Vamos explicar no artigo abaixo.

Como se preparar para se tornar um trader de sucesso?

Em primeiro lugar, muito estudo. Antes mesmo de pensar em começar a operar na bolsa de valores, é necessário que você busque capacitação adequada. Neste mercado, você estará competindo com profissionais experientes, capacitados e com recursos financeiros imensuráveis. Por isso…

Mantenha-se atualizado

No mercado financeiro, a cada dia surgem situações novas e você deve estar preparado para elas. O mercado é dinâmico e o comportamento dos preços muda constantemente. As plataformas operacionais se aperfeiçoam quase que diariamente. Assim, se manter sempre atualizado é fundamental.

Conheça a fundo os ativos que você pretende operar

Cada ativo tem suas peculiaridades. É preciso conhecer a fundo sua liquidez, volatilidade e principalmente, a forma de atuação dos players daquele mercado.

Compreender a dinâmica do comportamento dos preços do ativo que se pretende operar é peça chave na preparação de um trader ou investidor.

Definição da estratégia

O próximo passo consiste em desenvolver uma estratégia que lhe confira uma vantagem estatística para operar num determinado mercado. Com ela definida e testada, é possível compatibilizar a assertividade do operacional com o risco/retorno assumido.

Execução

Por fim, desenvolvida a estratégia, começa a parte mais difícil! A hora da execução. E é justamente nesse momento que os fatores psicológicos entram em cena, ocasionando os erros mais comuns entre traders e investidores.

A euforia pelos ganhos e o medo de perder atuam contra a devida execução da estratégia. (Clique aqui e sabia como trabalhar o psicológico para melhores os seus resultados na bolsa de valores)

Antes de entrarmos nos erros comuns dos traders, é importante contextualizar o conceito de Stop.

O que é Stop Loss?

O Stop Loss é uma forma de pré-determinar o risco de uma operação e assim, limitar as perdas. No mercado financeiro, muitas vezes, a situação não caminha como o planejado. O Stop é uma ordem ativada automaticamente quando sua operação alcança o limite de perdas que você estipulou. Mesmo que você não esteja na frente do computador no momento em que o Stop Loss é atingido, se você programou seu ponto de saída, tem a proteção de suas perdas garantida.

Quais os erros mais comuns do trader e o que os acarreta?

1) Pensar que encontrou uma fórmula mágica e infalível para operar

Se você já estudou a respeito de mercado financeiro e conhece o mínimo da rotina de um trader, sabe que o mercado muda constantemente. E é justamente nessa oscilação que o trader encontra suas oportunidades.

Por isso, se um dia você operou muito bem e conseguiu ganhar uma boa quantia, não pense que, buscando replicar as decisões que você tomou em outro dia lhe garantirá resultado semelhante. Por mais que seja o mesmo ativo, com preço igual, a liquidez muda, a volatilidade se altera, os players se adaptam e a forma de atuação do trader precisa acompanhar o movimento.

2) Realizar operações sem critério

É muito comum, principalmente para traders iniciantes, a tentação de clicar em todos os movimentos do mercado, sem nenhuma causalidade ou lógica operacional.

“Há uma máxima que diz que, por vezes, não operar, também é operar”.

Até que consiga enxergar o que está fazendo de errado, é possível que já tenha perdido muito dinheiro, e, inclusive, se sinta desmotivado para continuar operando. A tensão psicológica gerada por cada operação iniciada desgasta bastante. Por isso, concentre seu capital, sua energia e seu foco em oportunidades contempladas em sua estratégia.

3) Não pré-determinar o risco antes de entrar na operação

A oscilação dos preços no mercado depende do comportamento de inúmeras pessoas que estão negociando aquele ativo. É a interação entre compradores e vendedores que determinará o preço. Sendo assim, ninguém sabe qual será o próximo movimento do mercado, seja ele pra cima, ou pra baixo. Quem diz saber, está enganado ou mentindo.

Assim, ao abrir uma operação contemplada pela minha estratégia, eu preciso saber em que patamar de preço eu irei embolsar o lucro e, PRINCIPALMENTE, onde eu vou aceitar que o mercado não se comportou da forma como eu previa. Somente a partir do momento que eu definir quanto estou disposto a perder é que será possível determinar quanto eu preciso ganhar para que aquele risco ter valido a pena.

4) Entrar cedo demais ou hesitar

Imagine que um determinado ativo está sendo negociado a R$10,00 e minha estratégia indique que caso ele chegue a R$6,00 seria uma boa oportunidade de compra. Digamos que, tecnicamente, eu tenha definido que abaixo dos R$4,00 não faria mais sentido estar comprado neste ativo – assim, ali seria o ponto onde estaria meu stop loss. Por fim, para fins ilustrativos, considere que eu tenha convicção de que o ativo tenha potencial para chegar a R$12,00.

Diante desse cenário, um trader ansioso pode se precipitar e comprar a R$7,00 ao invés de esperar que o preço chegue aos R$6,00 – onde sua estratégia indicava. (Esse é um erro bastante comum).

Entrar cedo demais, fará com que esse trader aumente seu risco – ao invés de R$2,00 passará a ser de R$3,00 – e diminua seu potencial de lucro (ao invés de lucrar R$6,00 ele lucrará R$5,00 se a operação der certo).

Essa atitude comprometeu sobremaneira o balanço de risco/retorno da operação.  A razão que era inicialmente 1 para 3, se tornou de 1 para 1,66.

Outro erro bastante comum entre iniciantes é a hesitação. O medo de estar errado é o fator determinante para que isso aconteça. De forma ilustrativa, no mesmo cenário descrito acima, funcionaria da seguinte forma:

O preço chega aos R$6,00 que o trader gostaria, mas por medo de perder dinheiro, ele não compra neste patamar. O mercado reage, começa a subir, e, pra não ficar de fora, o trader acaba comprando a R$8,00, comprometendo também a relação risco/retorno.

Em face de todo o exposto, o que buscamos ensinar aos traders que passam por nossos cursos é que existe uma diferença enorme entre ter prejuízo numa determinada operação e cometer um erro.

As operações que fechamos no prejuízo devem estar contempladas na definição da estratégia e na montagem do planejamento financeiro. Nenhum trader acerta 100% de suas operações e devemos estar confortáveis com isso. Assim, a devida conciliação entre assertividade e risco/retorno é que trará a tão buscada consistência.

Errar, em nossa opinião não é tomar um stop loss. Os erros consistem em não respeitar aquilo que foi determinado em nossa estratégia. Significa não aceitar o prejuízo, abrir operações por impulso, hesitar, não respeitar metas, enfim, não executar fiel e friamente o que foi planejado. Assimilar que não temos controle sobre os preços  tornará o processo de aprendizado muito menos doloroso.

Rafael Mendes

About Rafael Mendes

Formado em direito, com MBA em Gestão de Projetos e certificado pelo Sebrae em Análise e Planejamento Financeiro. Atualmente, é operador de dólar, índices e ações, além de responsável pela geração de conteúdo da WM e por auxiliar na área educacional.

Leave a Reply